Como a Microsoft e a Google salvaram o Twitter

Compartilhe!

    O grande problema das boas startups que são lançadas em todo o mundo é a velha questão de monetização e custos. O limite entre sobreviver sem anúncios e investimentos é lugar-comum no segmento.

    Nesta semana, uma reportagem da Bloomberg mostrou que o Twitter começou a ser rentável e fechará o ano no azul. E graças aos acordos feitos recentemente com Microsoft e Google. As parcerias anunciadas em outubro passado para indexação de conteúdo da rede de mensgens de 140 caracteres nos sites de busca gerou aproximadamente 50 milhões de reais. É a revalorização da pesquisa em tempo real.

    Trata-se do primeiro foco de rentabilidade do serviço, mesmo com os investimentos já feitos avaliados em 300 milhões de reais. O processo é similar ao pensamento de Biz Stone, um dos fundadores do Twitter. Ele mesmo já havia garantido a criação de um modelo de negócio em 2009.

    Foto: Respres.

    Posts relacionados
    A Economia da Informação no Twitter e no Facebook

    Compartilhe!
      • http://trapizonga.tumblr.com rafael bucco

        em tecnologia as “parcerias” levam a resultados. microsoft/ibm é clássica pela falta de percepção da ibm. o google só cresceu depois que fez acordos com AOL e AskJeeves – e deslanchou depois que resolveu seus processos com a Overture.o caminho do twitter é mais q natural.

      • http://derepente.com.br Rafael Sbarai

        @Rafael Bucco,

        a ideia de parcerias mostra como a premissa de aquisições não é a melhor coisa.
        O Twitter é o principal exemplo.

        abs

      • renata belmonte

        cara, muito legal o seu teste do nokia n97, tenho pensado muito em me dar um de presente de natal, mas ate agora não tinha visto nada assim independente, sem vinculo com o fabricante, porque sempre tem segunda intenção, vc abe neh. fale mais sobre ele, onde vc comprou o seu? bjs, re