Huffington. Uma parada semanal para respirar

Compartilhe!
    Capas da revista Huffington., do portal Huffington Post, exclusiva para iPad

    Conhecido pelo alto volume de publicação e o poder de agregação, o lançamento da revista semanal do portal Huffington Post evidencia mais uma vez a importância da edição jornalística frente a velocidade do tempo real

    Em sua passagem relâmpago pelo Brasil no ano passado, a mulher que empresta seu sobrenome para o maior (e mais veloz!) site de notícias do mundo me surpreendeu com seu andar sereno, a fala mansa, mas firme, e uma resposta que me intrigava muito até ontem.

    Indagada pela platéia sobre como uma empresária com a agenda extremamente ocupada como ela conseguia se manter informada em meio a avalanche informativa da era das publicações em tempo real, incluindo aí seu próprio site, Arianna Huffington foi extremamente enfática: “Eu confio cegamente nos meus editores”.

    Parece confiar tanto que são esses mesmos editores, juntamente com um novíssimo time chefiado pelo premiado jornalista e ex-editor do NYT, Tim O’Brien, que vão selecionar semanalmente as principais histórias originais publicadas no site para ganharem as páginas da revista digital Huffington. (com esse ponto mesmo no fim do nome).

    Lançada oficialmente na quinta-feira (15), a iniciativa é a primeira versão para iPad de uma marca da AOL que vai ser cobrada. $0,99 a edição avulsa, $1,99 por mês ou assinatura anual por $19,99. Assim, diferentemente do portal-pai que vai continuar com seu acesso gratuito, a Huffington. Magazine nasce em um espírito de monetizar a frequência e a fidelidade do público à sua marca.

    Além de agregação com o que de melhor foi publicado no site, a revista semanal vai priveligar o que é produzido exclusivamente pela marca e também vai trazer conteúdo feitos especialmente para o iPad

    Em entrevista ao NYT, Tim garantiu que já existe um público interessado nas narrativas mais longas e originais do HuffPost e é justamente para essa fatia da audiência que não está sempre online e gosta de ler mais (e mais lentamente) é que a revista foi pensada: “Fazemos muitas coisas bacanas que podem se perder”.

    Diariamente o portal publica aproximadamente 1.500 novas postagens, entre galerias de fotos, notas de agregação e matérias exclusivas (que variam entre 70 e 80 dessas postagens diárias). É fácil esse tipo de conteúdo ficar meio perdido em meio a tantas publicações.

    Todas as sextas-feiras a revista vai oferecer uma edição mais apurada de todo conteúdo que foi publicado pelo site, escolhido mais uma vez a dedo pelos editores e embalado com uma roupagem única e pensada para a touch screen. Além disso, no novo título vão ser incluídas imagens em alta resolução (alô, Retina Display!), infografia interativa, colunas e reportagens inéditas.

    Como aponta o artigo do NiemanLab, com um foco (bem) mais fechado que o do mega portal que publica toda sorte de assunto, a linha editoral da Huffington. tenta atrair o leitor exigente, que precisa de mais qualidade no conteúdo, além de ter mais tempo de apreciá-lo aos fins de semana.

    É possível que o AOL/HuffPost encontre nesse nicho uma interessante audiência para o mercado publicitário americano, já que também na Huffington. um novo sistema de comentários exclusivo para o iPad deve se aproveitar da parte mais engajada da vibrante comunidade de leitores das matérias.

    Cada vez menos interessado no volume de impressões dos site, as marcas procuram ambientes onde comunidades se encontram e debatem os assuntos. Isso com certeza Arianna e equipe estão gerenciando muito bem, fato comprovado pela presença dos mais de 1 milhão de comentários que todo mês o site recebe e que só reforça o perfil de leitores com os quais os anunciantes querem mais conversar.

    O mercado editorial brasileiro ainda tem patinado na monetização e na adoção do consumo de conteúdo informativo digital pago. Sera que um título puramente digital no tablets como a Huffington. interessaria aos leitores e anunciantes brasileiros? Vamos conversar nos comentários!

    Compartilhe!