Quer ganhar ingressos para o evento ‘Curtindo o Facebook’?

Na próxima sexta-feira, em São Paulo, acontece a segunda edição do ‘Curtindo o Facebook’, evento promovido em parceria entre Media Education e New Vegas dedicado a discutir questões sociais e mercadológicas relativas ao maior repositório de informações pessoais do planeta. Assim como em 2011 – quando fui palestrar justamente após a minha primeira capa em VEJA sobre a rede social –, abro o evento para discutir o que mudou no serviço em um ano, ao lado de Cauã Taborda (do próprio De Repente) e Rodrigo Martins (Estadão). A mesa será mediada por Solon Brochado (New Vegas).

Continuar lendo

Paywall, Mobilidade e Privacidade

Depois de um curto período de quinze dias de descanso, compartilho com vocês conteúdos pertinentes que foram discutidos na rede durante minha ausência no blog:

* O futuro não é móvel – é sobre mobilidade

* Por que o Washington Post nunca terá o paywall (muro de pagamento)

* Resultados da versão digital do The Guardian

* Os problemas enfrentados pelo The Daily (que serão comentados no blog)

#yosoy132 será a “primavera” mexicana?

Uma marcha de estudantes tomou as ruas da Cidade do México no dia 23/05. Alunos das instituições Ibero, UNAM, Instituto Politécnico Nacional, Universidade Autônoma Metropolitana, Universidade Autônoma da Cidade do México, Claustro de Sor Juana, TEC de Monterrey, ITAM e ANÁHUAC deram corpo ao movimento #yosoy132, que reivindica sobretudo a transparência dos meios de informação.

O movimento teve origem após uma visita do candidato a presidência Peña Nieto a universidade Ibero. Peña é membro do Partido Revolucionário Institucional (PRI), que governou o México por 71 anos consecutivos. Em reportagem para o Opera Mundi, Federico Mastrogiovanni destaca que na ocasião os estudantes expulsaram Peña, em represalha a acontecimentos passados, como o massacre de Atenco, que deixou 2 mortos, 207 presos e 47 mulheres violentadas segunda a Comissão Nacional de Direitos Humanos do México.

Peña e o PRI afirmaram em rede nacional que sua expulsão da Ibero foi uma manobra da oposição, e que os estudantes não eram legítimos ou teriam sido pagos. Em resposta, 131 estudantes fizeram um vídeo com suas carteiras da universidade para contestar as alegações. Não demorou muito para o movimento #yosoy132 (eu sou o 132) se espalhar pelas universidades do país.

Articulado principalmente pelas redes sociais, o movimento ganhou um site, o yosoy132.mx. Além da passeata do dia 23, outros movimentos estão sendo articulados até a data das eleições, que devem acontecer no dia 1 de julho.

Assim como a primavera árabe teve como pontapé inicial o protesto de um jovem na Tunísia, que ateou fogo ao próprio corpo em 2010, o yosoy132 pode desencadear uma reação semelhante no México. Se comparado a anos de opressão a jornalistas, violência contra mulheres e controle do crime organizado, a briga dos estudantes da Ibero com Peña é só a minúscula ponta de um gigantesco iceberg.

Mesmo sendo um movimento ainda incipiente, e de maioria jovem, os resultados já começam a aparecer. Peña, até então favorito absoluto nas pesquisas, teve sua margem reduzida para só quatro pontos percentuais em relação ao adversário da oposição, Andrés Manuel López Obrador.

Caso Peña não seja eleito, parte dos manifestantes do #yosoy132 pode se considerar vitoriosa, reduzindo um pouco a vigília dos estudantes. O oposto, no entanto, pode desencadear eventos de grandes proporções. Mas, até que novos episódios aconteçam, nada estará certo.

Foto: Carlos Adampol

Minha participação no 1º seminário de Redes do C-se

Nesta quinta-feira, participo do 1º Seminário de Redes Sociais do site Comunique-se, que será realizado em um hotel no bairro Jardins, em São Paulo. Na ocasião, falarei sobre a participação do Jornalismo em outras plataformas, além da importância – cada vez maior – da tecnologia na profissão, tema que, por sinal, foi debatido pelo articulista Nelson de Sá na edição impressa da Folha de S. Paulo nesta quarta-feira (só para assinantes).

Além das discussões que trarei ao evento – outras palestras ministradas podem ser vistas no Slideshare -, participam amigos como os jornalistas Alec Duarte e André Rosa, além de Ricardo Sangion (Facebook) e Felix Ximenes (Google). Infelizmente, o evento não será gratuito, mas disponibilizarei o conteúdo no blog.

De Repente com problemas

Pedimos desculpas, mas tivemos um problema grave com nosso servidor. Além de perder todos os nossos dados, também perderam nosso backup por incompetência. Ficaremos dedicados nos próximos dias a recuperar os dados que forem possíveis, além de reativar todas as funções que perdemos.

Mais uma vez, pedimos desculpas.

Blogs de VEJA ganham botão “+1″, do Google

O site de VEJA acrescentou o botão “+1″, do Google, a todos os seus blogs. Com a ferramenta, a exemplo do que já ocorre com o botão “Curtir”, do Facebook, os leitores poderão, com um clique, marcar os posts de que mais gostam, recomendando-os a outros usuários, enquanto navegam por VEJA. O recurso permite também saber o número total de leitores que gostaram de um conteúdo.

Para usar o botão “+1″, é necessário ter uma conta do Google. Quem ainda não possui, mas já usa Orkut ou Gmail, pode criá-la facilmente: basta clicar no botão “+1″ enquanto estiver logado em um desses serviços. Imediatamente, será exibida uma janela solicitando autorização para criar a conta. Quem não possui perfil em nenhum desses serviços, terá de criar uma conta.

O botão “+1″ é exibido ao final de cada post em todos os blogs de VEJA. Confira na imagem a seguir:

 

Depois de clicado pelo leitor, o botão muda de cor, tornando-se azul. Ao lado da ferramenta, aparece o número total de leitores que curtiram o conteúdo. Confira na imagem abaixo:

 

Se o leitor desejar, o botão pode ainda ser exibido entre os resultados de pesquisa do Google – sem alterar o mecanismo que analisa a relevância dos links. Neste caso, o buscador apresentará ao usuário quais conteúdos foram indicados por pessoas com quem ele mantém contato em qualquer um dos serviços do Google (Gmail, Orkut, Google Reader, entre outros).

O exemplo a seguir exibe o resultado de uma busca sobre “receitas de panqueca”. Entre as respostas, aparece um link cujo conteúdo foi marcado com o botão “+1″ por dois contatos do usuário.

 

Para que as indicações de amigos apareçam na página de resultados, é necessário visitar a página de serviços experimentais do Google e participar do experimento com o botão. Por enquanto, o “+1″ só aparece nas buscas em inglês do Google: para isso, basta clicar no link “Google.com in English”, como mostra a figura abaixo:

(Por Paula Reverbel)


Caso Erenice: indignação, ironia e desgosto entre usuários do Twitter

A saída de Erenice Guerra da Casa Civil provocou uma gritaria virtual no Twitter nesta quinta-feira. Para falar do assunto, boa parte dos usuários expressou indignação, ironia ou desgosto com o episódio. O resultado veio logo: durante a tarde, o termo “Erenice Guerra” permaneceu na lista dos Trending Topics mundial.

Confira alguns dos comentários a seguir:

[HTML1]

Campus Party 2011: Al Gore, Nasa e ‘Wired’

A organização da Campus Party anunciou na noite desta quinta-feira algumas atrações de sua quarta edição, a ser realizada em janeiro de 2011, em São Paulo. Entre os medalhões, o principal evento de tecnologia do país contará com a participação de Al Gore, vencedor do Nobel da Paz e ex-vice-presidente dos Estados Unidos, e do editor da revista Wired na Grã-Bretanha, o jornalista Ben Hammersley – que será também o diretor da edição americana da Campus Party de 2011. Autor de livros sobre internet, o jornalista fará uma palestra sobre como os geeks viraram referência para a atual geração de jovens.

Assista ao recado enviado por Hammersley aos brasileiros:

httpv://www.youtube.com/watch?v=AygrILC_GoY&feature

A Nasa, agência espacial americana, também terá seu lugar na Campus. Ela será representada por porta-vozes, que escolherão quatro “campuseiros” para visitar as instalações da instituição, nos Estados Unidos.

No Campus Fórum, uma das áreas da Arena, onde ficarão acampados os 6.500 campuseiros, acontecerão debates e também será promovido um encontro entre investidores e start-ups – jovens empresas que desenvolvem novas tecnologias. O objetivo é ajudar donos de boas ideias a colocar em prática seus projetos.

A área de games, segunda mais visitada da última edição, será reestruturada em 2011. Além de oferecer jogos e promover campeonatos, os organizadores também planejaram seminários e workshops, onde será discutido o desenvolvimento de games e a produção de aplicativos para Android – o sistema operacional do Google. Confira mais informações no site oficial do Campus Party.

(Por Renata Honorato)

Orkut capitula e desativa ‘scraps privados’

Cinco dias após lançamento, Orkut desabilita função de 'scraps privados'

A mais nova funcionalidade do Orkut – o “scrap privado” – teve vida curta. Cinco dias, para ser mais exato. Nesta segunda-feira o Google, proprietário do site de relacionamentos, atendeu a apelos de usuários e cancelou o recurso, que, na contramão das ações do Facebook, garantia mais privacidade.

Na quarta-feira passada, os scraps – mensagens enviadas entre usuários do site – ganharam o atributo adicional de privacidade. Por meio dele, era possível, por exemplo, enviar recados exclusivamente para um amigo da rede social. Ninguém mais tinha acesso ao conteúdo da mensagem. Contudo, muita gente reclamou: seis comunidades foram criadas no Orkut com críticas à novidade. E o Google voltou atrás.

“Apesar dos nossos cuidados para trazer uma boa experiência para os usuários, as mudanças não foram bem recebidas”, diz Victor Ribeiro, diretor de produtos do Google para a América Latina. “Vamos retirar essas novas funcionalidades, voltaremos à prancheta de desenho e traremos novos recurso de privacidade assim que incorporarmos algumas das contribuições que vocês (usuários) dividiram conosco.”