Acesso pago – e restrito – transforma jornal em newsletter

Há algum tempo, o mercado está de olho nas novas tentativas de cobrança por acesso a um conteúdo de publicações na web. O paywall – muro de pagamento, no jargão inglês -, fora iniciado com alguns dos jornais do empresário Rupert Murdoch e, aos poucos, será testado no New York Times. Qualquer movimento é observado com lupa pela maioria dos concorrentes. Por enquanto, não é possível mensurar a estratégia como um todo, apesar dos indícios de que o modelo não seja vantajoso. Informação é commodity.

Neste cenário, fico atento aos conselhos de Clay Shirky. O jornalista e pesquisador norte-americano escreveu recentemente em seu blog algo bem pertinente – o acesso pago e restrito a uma informação na web começa a transformar jornal em newsletter. Na prática, perdeu-se a essência do Jornal para se transformar em um boletim informativo.

Foto: Vizzual.com

Acesso ao Facebook sobe 480%. Orkut ainda reina no país

Apesar do alarde em torno de Facebook e Twitter, o Orkut segue como a rede social de maior popularidade no Brasil. Segundo a empresa de métricas Comscore, a rede do Google foi acessada por 29 milhões de visitantes únicos em agosto. O segundo lugar ficou com o Windows Live Profile, com 12,5 milhões. Facebook (8,8 milhões) e Twitter (8,6 milhões) completam a lista das quatro plataformas mais usadas.

A pesquisa, feita com pessoas com mais de 15 anos, apontou um crescimento de 51% no volume de tráfego nas redes sociais em um ano. Entre todos os serviços, o Facebook foi o que obteve a maior evolução: 479%. Já o Twitter cresceu 86%. Segundo a consultoria, já é no Brasil que a rede de 140 caracteres atinge sua maior penetração entre usuários de internet: 23%. Em outras palavras: duas em cada dez pessoas que acessam a web visitam o site do microblog.

Confira a seguir os números completos do levantamento: