Startup explica ambição do Facebook pelo Instant Articles

 

instant-article

Na última semana, o Facebook deu início a mais um ambicioso projeto, o Instant Articles, pelo qual nove empresas jornalísticas (The New York Times, BuzzFeed, National Geographic, The Atlantic, BBC, The Guardian, Der Spiegel, Bild e NBC News) publicam reportagens diretamente na rede social, sem a necessidade de o leitor visitar um site externo ao ambiente criado por Mark Zuckerberg. O programa, disponível por ora apenas aos aparelhos com sistema operacional iOS (Apple), oferece benefícios às publicações, que podem ganhar percentuais de receita nada desprezíveis (70 ou 100%). A reação ao formato, no entanto, opôs dois grupos — os otimistas e os niilistas —, e é acompanhada por um importante ingrediente: uma silenciosa compra realizada nesta quarta-feira. A rede abocanhou a Tugboat Yards, startup californiana que fornece ofertas personalizadas para aproximar consumidores de pequenas e médias publicações ou produtores. A negociação sem alarde ilustra (ainda mais) as ambições da empresa com as questões relativas ao conteúdo.

Continuar lendo

Por que devemos ficar atentos ao The State of The News Media 2015

3167575006_b2a00d64d4_b

Nesta quarta-feira, o Pew Internet Research divulgou a mais nova edição do The State of The News Media, relatório anual sobre as perspectivas do mercado do jornalismo americano. É a pesquisa mais importante no setor — e discutida aqui, no blog, desde 2008. O levantamento, relativo ao ano de 2014 e ao primeiro mês de 2015, escancara mais uma vez os problemas do setor, carente de inovações, e lança luz onde as sombras teimam em avultar: as empresas de tecnologia e DNA digital ganham, paulatinamente, valores percentuais preciosos de publicidade digital, deixando uma pequena porção a ser dividida a tapas (digitais) entre companhias de mídia que deveriam ter status… de tecnologia.

Continuar lendo

Como funciona o News Feed, do Facebook

news-feed-facebook

O dia 5 de setembro de 2006 pode ser considerado um marco para a história do Facebook. É a data que representa o início da trajetória de sucesso de um dos pilares da rede social, o News Feed (ou Feed de Notícias, em português). O recurso, que recebeu quatro anos depois uma vitamina nada desprezível — o controverso algortimo Edgerank —, é uma moeda preciosa da companhia: seu funcionamento se resume a poucas informações, algumas delas obviedades. Na última semana, no entanto, detalhes de sua fórmula foram reveladas. Com algumas surpresas.

Continuar lendo

O Facebook é a internet?

Em 1964, o engenheiro Paul Baran (1926-2011) recebeu uma tarefa considerada preciosa. À época, o polonês foi desafiado a desenvolver um sistema que pudesse manter a comunicação entre pontos finais mesmo durante possíveis estragos provocados por um ataque nuclear. Foram desenhados três diagramas (imagem a seguir) que explicam a razão e existência da internet: vivemos em um universo digital distribuído, no qual as mensagens são ‘fatiadas’ em blocos ao ser enviadas, chegando ao destinatário com segurança e rapidez.

diagrama-paul-baran

Continuar lendo

Ello, mais uma rede social ‘anti-Facebook’

ello

Nas últimas semanas, o gigante invulnerável Facebook conheceu mais um contendor em potencial: Ello. Concebido em 2013 como uma alternativa à maior rede social do mundo (e, pretensamente, uma antítese a ela), o novo rival ganhou destaque após forte adesão da comunidade LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais), grupo descontente com a rede de Zuckerberg por bloquear contas com pseudônimos, em sua maioria de drag queens — o serviço exige nomes reais. A gritaria foi grande e contribuiu para levantar, mais uma vez, a seguinte questão: há, enfim, um concorrente à altura do Facebook? É cedo para dizer. O desejo de ser uma rede ‘anti-Facebook’ é nobre, mas não é nupérrimo. Sonhar em ser a antípoda da plataforma que reúne metade da população mundial conectada não é uma tarefa nada fácil de ser executada.

Continuar lendo

Curso de Comunicação e Análise de Dados na Era do Big Data na FAAP

Curso de Comunicação e Análise de Dados na Era do Big Data na FAAP

Estão abertas as inscrições para o curso de Comunicação e Análise de Dados na Era do Big Data da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), projeto do qual serei coordenador, ao lado de Alec Duarte. O programa, com duração de três meses, faz parte do projeto de evolução do curso de Comunicação em Dados (Jornalismo de Dados), ofertado na instituição no fim do ano passado.

Continuar lendo

Twitter muda o visual. E fica mais parecido com o Facebook

novo-visual-perfil-twitterNa tentativa de angariar mais usuários, o Twitter anunciou nesta terça-feira sua primeira grande mudança visual no ano. A nova interface, disponível a um grupo restrito de usuários, será aplicada tanto nas versões web como naquelas exibidas em dispositivos móveis. É, sobretudo, uma reprodução fiel ao layout do maior rival, o Facebook.

Continuar lendo

O que o Facebook quer com uma empresa de óculos de realidade virtual?

oculus-vr-facebookO Facebook surpreendeu o mundo, mais uma vez, ao adquirir por 2 bilhões de dólares a fabricante de óculos de realidade virtual Oculus VR, uma das maiores apostas do universo de games. Desse montante, 400 milhões de dólares foram pagos à vista e o restante, 1,6 bilhão, transformado em 23 milhões de ações do Facebook. A negociação, concretizada pouco mais de um mês depois do anúncio da compra do app de mensagens instantâneas WhatsApp, poderia demonstrar certo interesse da maior rede social do planeta no mercado dos jogos. Engano. Ao arrematar a startup, a companhia reforça sua estratégia: independente do canal, o negócio de Mark Zuckerberg, fundador e CEO do Facebook, é a comunicação.

Continuar lendo

Paper é nova estratégia do Facebook para cativar usuários

Paper-aplicativo-Facebook-leitura-noticiasNa semana passada, quando completou uma década de vida, o Facebook apresentou aos mais de 1,2 bilhão de usuários o aplicativo Paper, novo projeto da companhia dedicado à área móvel. Disponível apenas a usuários de dispositivos da Apple com uma conta vinculada ao território americano, o app reúne atualizações de usuários e notícias mais relevantes escolhidas a partir de uma combinação de algoritmos e edição humana – sim, é um trabalho conjunto de editores e robôs. Trata-se do melhor recurso já desenvolvido pela empresa para os dispositivos móveis e uma evidente estratégia de Mark Zuckerberg para estimular os usuários a ficar nas páginas da rede social.

Continuar lendo

Instagram Direct expõe estratégia do Facebook para segurar jovens

[cmsgallery id=”facebook-2012″]

Nesta quinta-feira, o Instagram anunciou o lançamento do Instagram Direct, recurso que permite enviar mensagens de texto – sempre relacionadas a fotos e vídeos – em modo privado para grupos de até 15 pessoas. Já disponível para os sistemas operacionais iOS, da Apple, e Android, do Google (ainda não há previsão de lançamento para Windows Phone), a funcionalidade faz parte de uma ação estratégica traçada pela nave-mãe do Instagram, o Facebook, para enfrentar a fadiga de alguns usuários, principalmente os adolescentes, com seu ambiente. Com o Direct, o gigante das redes sociais procura o antídoto para seu rejuvenescimento. Atrair os jovens, contudo, não é tarefa fácil.

Continuar lendo