New York Times cresce menos de 1% em 2012, e isso é sim uma boa notícia

O NYT parou de encolher, e pela primeira vez em seis anos apresentou um crescimento em sua receita. Quanto?! +0,3%. Pode parecer muito pouco, mas chegar no zero foi uma conquista e tanto. Dê uma olhada nos dados:

Receita do jornal americano New York Times cresce menos de 1% em 2012

Preste atenção: os números revelam outro dado importante; a receita com a circulação também voltou a crescer e ultrapassou a de anúncios no ano passado

Continuar lendo

Pagar ou não pagar? Eis a questão

O ano de 2012 ainda não terminou, mas pode ser considerado como um período crucial – ou de transição – entre empresas de jornalismo no mundo digital. Impulsionadas pelo certo sucesso do The New York Times com uma cobrança de conteúdo conhecida na rede como paywall poroso, publicações estudam e se questionam sobre o futuro de suas empresas – afinal dez em cada dez executivos do jornalismo ainda não apresentam um planejamento: será mantida a cultura do grátis e obter retorno a partir de publicidade ou será adotada a estratégia de pagamento?

Abaixo, reproduzo dois outros comentários sobre o assunto pinçados a partir de uma longa discussão produzida por mensagens eletrônicas. As opiniões são do escritor brasileiro Paulo Coelho e do jornalista Pedro Burgos, dois dos profissionais que mais respeito.

Continuar lendo

Paywall, Mobilidade e Privacidade

Depois de um curto período de quinze dias de descanso, compartilho com vocês conteúdos pertinentes que foram discutidos na rede durante minha ausência no blog:

* O futuro não é móvel – é sobre mobilidade

* Por que o Washington Post nunca terá o paywall (muro de pagamento)

* Resultados da versão digital do The Guardian

* Os problemas enfrentados pelo The Daily (que serão comentados no blog)

A díficil missão do paywall no Jornalismo Digital chega ao Brasil

Recentemente, fui cobrado por amigos e leitores do blog para comentar acerca da cobrança criada pelo jornal Folha de S. Paulo para acessar conteúdos de sua versão digital, anunciada em junho pela publicação. Trata-se da primeira grande iniciativa de uma empresa impressa no país em um modelo que, até então, é observado com lupa pela maioria das companhias de comunicação – e uma questão crucial que, se for mal desempenhada, pode redefinir o formato da internet como seus usuários a conheceram.

Continuar lendo